Vontade de Sá Carneiro de rever Constituição de 1976

OS DIAS EM QUE O DN CONTOU: Faltavam duas semanas para as eleições intercalares de 2 de dezembro de 1979 quando DN entrevistou o candidato da Aliança Democrática à chefia do governo. O líder do PSD, e futuro primeiro-ministro, explica quais serão as intenções da direita caso chegue ao poder e desmente querer mudar o regime.

Snu Abecassis, dinamarquesa de nascimento, foi a companheira de Francisco Sá Carneiro nos seus últimos anos de vida. Estava com o primeiro-ministro quando caiu o Cessna que iria levá-los até ao Porto.

Snu Abecassis, dinamarquesa de nascimento, foi a companheira de Francisco Sá Carneiro nos seus últimos anos de vida. Estava com o primeiro-ministro quando caiu o Cessna que iria levá-los até ao Porto.

“Neste momento, se a questão viesse de novo a pôr-se, eu não apoiaria esta Constituição [de 1976], não apoiaria o voto favorável a esta Constituição”, afirma Francisco Sá Carneiro a Dinis de Abreu e Mário Bettencourt Resendes, os autores da entrevista que o DN publicou a 18 de novembro de 1979. Segundo o líder do PSD, “esta Constituição revelou-se negativa e não só no aspeto económico e social, mas também no aspeto político. Penso especialmente no Conselho da Revolução e nos seus poderes”. Seria em 1982 que a revisão constitucional finalmente aconteceria, com o Conselho da Revolução a dar lugar ao Tribunal Constitucional, confirmando-se assim o fim do papel dos militares na política, que vinha desde abril de 1974. Nessa altura, Sá Carneiro já não era vivo, e à frente do governo estava Francisco Pinto Balsemão.
Nascido no Porto, numa família da média burguesia, Sá Carneiro seguiu os passos do pai e formou-se em Direito. Estudara em Lisboa, mas optou por exercer na sua cidade natal, onde despertou para a política, dando de tal modo nas vistas que seria chamado por Marcello Caetano a integrar as listas do partido do regime. Destacar-se-ia como um dos mais brilhantes deputados da chamada ala liberal e não admira que logo após a Revolução tenha fundado o PPD, depois PSD.

Sá Carneiro chamou Aníbal Cavaco Silva para o governo, dando-lhe a pasta das Finanças. Nesta foto de 1980, tirada na Assembleia, o atual presidente surge em segundo plano.

Sá Carneiro chamou Aníbal Cavaco Silva para o governo, dando-lhe a pasta das Finanças. Nesta foto de 1980, tirada na Assembleia, o atual presidente surge em segundo plano.

Quando é entrevistado por Dinis de Abreu e Bettencourt Resendes, dois futuros diretores do DN, já se previa que Sá Carneiro pudesse levar a direita ao poder. Tinha conseguido criar a Aliança Democrática (AD), juntamente com o CDS de Freitas do Amaral e o PPM de Gonçalo Ribeiro Telles. Interrogado pelos jornalistas se tencionava mudar o regime, dado o ambicioso programa de governo da AD, Sá Carneiro respondeu logo que “de maneira nenhuma”. E acrescentou: “O regime só pode ser alterado dentro dos parâmetros democráticos, por alteração da Constituição.” Desfazia assim os medos de um triunfo da direita, inédito desde a Revolução.
A AD ganhou as eleições intercalares de 2 de dezembro de 1979. Sá Carneiro tomou posse a 3 de janeiro de 1980. E depois voltou a vencer as legislativas. Mas a sua governação foi curta. A queda de um Cessna a 4 de dezembro, em plena campanha para as presidenciais, matou-o. Tinha 46 anos. Até hoje discute-se se foi acidente ou um atentado.

LEONÍDIO PAULO FERREIRA

Existem 16 comentários

  1. Gatunos

    Sá Carneiro foi assassinado com o apoio do atual regime de ladrões, corruptos e traidores paridos no 25 abril de 74.
    A forma vergonha, criminosa e aberrante como os governos psd e ps lavaram e branquearam o assassinato de um primeiro ministro são as mesmas como os grandes ladrões nunca são presos ou condenados em Portugal.
    Não existe na Europa um país tão criminoso como Portugal aonde ninguem vai preso se for um traidor ou um grande ladrão ou assassinar politicos.
    Hoje Portugal é um país arruinado, falido e penhorado e há venda em saldos com os jovens todos a tentarem fugir deste criminoso país porque a escumalha criminosa do povo português adora votar neste regime de ladrões e traidores.
    Portanto o povo português tem tudo o que merece.

      1. Gatunos

        Dicionario à venda da lingua brasileira pois a lingua portuguesa foi assassinada pelo atual regime de criminosos em vigor em Portugal.
        Esta escumalha de país assassinou a sua lingua, assassinou a sua moeda assassinou as suas fronteiras assassinou a sua soberania assassinanou a independência de Portugal , portanto o povo tem tudo o que merece pois é uma escumalha criminosa de um povo que assassinou um nação independente que tinha mais de 850 anos de historia.
        Caro comentador aprenda a lingua brasileira, o mandarim, o inglês e a lingua alemæ poi são eles os novos senhores e donos de Portugal.

  2. UlissesdeTroia

    Tão simples quanto isto! Sendo a Constituição a cartilha por que se rege o país, as reformas do Estado só podem…e devem fazer-se depois de alterar a dita. Já escrevi por aqui e não só, vezes sem conto, que se o primeiro ministro não fosse vaidoso e estrábico, pois só olha para o seu umbigo, tinha-se sentado à mesa, no início do seu mandato, com todos os partidos e tinham começado por aí. Se não se muda a Constituição, não pode culpar-se o Constitucional que se limita a cumpri-la. Por isso o mandato actual está a chegar ao fim, as pessoas estão despojadas dos seus direitos, as reformas estão por fazer e tudo está pior. Sem alterar a dita, o país não anda.
    A um político não interessa apenas ser bípede como os demais, tem de ser vertical.

  3. abiliojosevieira

    Não me vou alongar muito falar sobre Francisco Sá Carneiro fundador do nosso PPD-PSD,toda a gente sabe a grandeza daquele homem,para mim foi o melhor político que a nação portuguesa teve,até Dezembro de 1981,hoje passados 33 anos a nação ainda não se refez após a sua morte,é um Portugal triste e muribundo,onde imperam ladrões,chulos e oportunista, no dia da sua morte depois de ter feito segurança,umas horas quando cheguei a casa,olha Sá Carneiro morreu num acidente de aviação fiquei mudo,homem com H grande o meu ídolo,Francisco Sá Carneiro,sempre.

  4. Leandro

    Muito se tem falado de Sa Carneiro e da sua acção.. Ficou para a política portuguesa como James Dean para Hollywood, morreu muito cedo, não teve tempo de se verificar a capacidade de governação. Ficou a memória de quem se entregava de forma desassombrada a uma causa e ousou enfrentar de forma directa as “verdades de uma época”, mas pouco (ou nada) se pode aquilatar dos resultados que seriam produzidos pela sua governação.. Ao DN pede-se atenção para não escrever «formado em “advocacia”» !! Uma coisa tosca essa expressão.

  5. António Augusxto da Costa Lemos

    Dificilmente, teremos outro político e governante como foi e seria, FRANCISCO SÁ CARNEIRO, se não o tivessem matado covardemente. Político que estava fazer e preparando os necessários apoios sociais no nosso País. Na minha opinião, só temos corruptos, oportunistas e ladrões, só olham umbigo deles e votam mordomias aos ex-deputados e governantes em vez de zelarem o País e fazê-lo crescer democratica, tecnica e econòmicamente melhorando e ensino especialmente. Não é com ignorância que qualquer País cresce mas sim com tecnologia e respeito.

  6. J.J.JEREMIAS

    Com a actual Constituição bolchevique, não vamos a lugar algum! Há que fazer as necessárias modificações de modo a sinalizar a vontade do Estado em atrair investimentos e gerar nos investidores uma sensação de segurança e estabilidade. O que está a acontecer actualmente é que quem tem meios de investimento prefere outras paragens, bem mais atractivas do que aqui. Ou esperam que eles venham para cá, apenas porque somos “um lindo jardim à beira mar plantado”?

    1. Gatunos

      O problema de Portugal não está na constituição mas sim no povo que adora votar sempre nos mesmos ladrões e corruptos e traidores que estão sentados na Assembléia da Republica, uma republica de ladrões porque o povo assim o que assim a tem um regime que roubar e escraviza o povo porque o povo português sadomasoquista que o é adora ser posto na miseria, adora ser roubado, adora roubar os que ainda não nasceram em Portugal.

  7. jose

    ainda hoje e para sempre,comemoro com alegria o dia da morte do que poderia ser o futuro aprendis pro ditadura !!! viva a morte,quando ela nos livra deste tipo de gente !!!!

  8. Censurado & Clandestino

    Sá Carneiro, infelizmente para este pobre país, foi Primeiro-Ministro apenas por onze meses. Foi pena, pois foi provavelmente o único político da Terceira-República com uma vontade realmente reformista e renovadora. O que temos assistido nestes últimos 40 anos tem sido a continuação do regime corporativista pretensamente derrubado em 25 de Abril. Passaram a haver eleições livres, é certo e é, evidentemente, bom, mas os “lutadores antifascistas”, especialmente socialistas e comunistas, trataram de mudar as moscas das corporações, criar outras, manter tudo de mau que já havia, e dividir o saque. Portugal é a Pátria das oportunidades perdidas.

    1. comunista

      especialmente socialistas e comunistas???
      Gostava de saber desde quando viste o país ser governado por comunistas.
      Se o país está como está,agradesse ao teu partido social democrata que tens.
      Lava bem a boca antes de falar dos comunistas,pois nunca os viste no poleiro

      1. Censurado & Clandestino

        Sim. Precisamente. Especialmente socialistas e comunistas. Não é preciso estar no poleiro para tudo controlar, manipular, boicotar e sabotar. E, nestas funestas actividades de meter pauzinhos nas engrenagens, os comunistas levam a palma a qualquer um. A existência de comunagem militantemente inserida em tudo que é agremiação, desde associações de bombeiros voluntários até uma pelada de solteiros contra casados. Vocês vão a todas e em todas mantém a estagnação. “Lava bem a boca antes de falar dos comunistas” foi-me já dito por um “camarada”. Calculo que seja mais um chavão que o “Partido” vos impôs. A imaginação e o pensamento próprio não é o vosso forte…

  9. zé das couves

    Não haverá por ai alguém com capacidade de organizar uma serie de atentados como o do sá carneiro? Ou qualquer outra solução também era bem vinda, sejam criativos, talvez alguém infectado com o Ebola em vez de ir para o hospital fosse assistir a umas sessões na assembleia….

  10. antunano

    Conheci Sá Carneiro no tempo da ala liberal da AR, com Pinto Balsemão, Mota Pinto, Macedo mais uns quantos deputados que me levaram a assinar o Expresso para saber o que se passava naqueles debates.
    Quando da Revolução, foi o Homem com H grande q enfrentou os comunas e os desmascarou, tendo ao seu lado o Gen, António de Spínola. Depressa se percebeu que estavamos perante um homem que tinha um rumo para o país e esse rumo era a UE de verdade e isso ficou bem marcado com o congresso de Aveiro , onde se demitiu por não aceitarem as suas ideias. Mais tarde , quando criou a AD, em pouco tempo se viu que o rumo reformista do país estava em marcha, o que NÃO agradava a escória e tudo fez para o matar. Poi antes deste acidente, já tinham tentado por mais duas vezes sem exito. Só os burros têm dúvidas de que foi assassinado, pois era um grande obstáculo para tanta canalha que de outra maneira nunca tinham tido a liberdade para roubarem o que roubaram. E sou convicto que se a PROTITUIÇÃO DE LEIS não for profundamente reformada, NUNCA deixaremos de ser a MISÉRIA da UE.
    Por isso, urgem referendar uma constituição que varra o lixo da política que nos assaltou e que faça justiça , criando uma auditoria, a fim de se saber como foi possível, alguns criarem as fortunas que têm com o vencimento de funcionários públicos.
    Choro e chorarei sempre a falta desse grande homem, que só aparece por sorte de seculos em séculos.

Deixe o seu comentário